Lula insinua que Deus é culpado pela situação do país

Em um programa da "Globo News" no último dia 19 de novembro, o ex-presidente Lula usou uma citação religiosa infeliz, e essa citação teve bastante repercussão na imprensa.

Diante de várias coisas ditas por Luiz Inácio Lula da Silva, uma das declarações que mais chamou a atenção de todos, foi quando Lula mencionou o nome de Deus para o entrevistador Roberto D'Ávila (Clique aqui e veja a entrevista na íntegra).

Segundo a declaração do ex-presidente, Deus deveria ser intimado pelo juiz Sérgio Moro a prestar depoimento, para confirmar se Deus tem realmente envolvimento no esquema que assaltou a Petrobras. Lula quis insinuar que Deus foi omisso diante de toda a corrupção.

"Eu espero que um dia Deus, vendo tudo que está acontecendo no Brasil, carimbe na testa das pessoas o que ele vai ser quando ele tiver um emprego... se vai ser ladrão, se vai ser honesto ou não", declarou Lula se queixando da omissão do Todo-Poderoso. Lula quis dizer na declaração que se Deus usasse o tal carimbo na testa de cada um, não existiria corrupção.

"Você sabe que muitas vezes aquele cara que parece que é um santo, na verdade é um bandido. O que parece bandido é um santo", completou Lula para reforçar que somente Deus pode dizer quem é culpado, e para ele mesmo Deus tendo esse poder, se omitiu a "carimbar" um veredito na testa dos corruptos. Informações e fonte "UOL".


Seja um assinante e saiba tudo em primeira mão!

Digite o seu e-mail corretamente 
no campo acima

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.