Pastor é torturado e obrigado a andar em cima de um jumento

Um pastor indiano, de 36 anos de idade, que se converteu a Jesus a 6 anos atrás, foi torturado e humilhado na cidade de Orai, no estado de Uttar Pradesh, por um grupo de ativistas hindus.

O pastor teve metade da cabeça raspada, uma sobrancelha raspada e um lado do bigode raspado, em seguida o colocaram em cima de um jumento e o carregaram em procissão. Ser colocado em cima de um jumento, segundo as tradições locais serve para ridicularizar.

O pastor que se chama Avdhesh Savita, foi acusado de profanar imagens de deuses hindus, caminhando em cima das imagens, e suas pregações estavam incomodando os líderes religiosos do local, que o acusam de ter forçado a conversão de três hindus ao cristianismo.

Uma das denúncias mais graves contra o pastor, foi de ter forçado os três novos convertidos a comerem carne de vaca, o que é um crime grave, pois a proibição do abatimento de gado está na constituição indiana.

O pastor é casado, e tem quatro filhos, dois meninos e duas meninas. Seus filhos terão que abandonar a escola, e existe o temor de eles serem sequestrados ou insultados publicamente, como ocorreu com o pai. O pastor e sua família tem planos de sair da cidade, pois temem retaliações.

Em entrevista para a imprensa, o pastor relatou o seguinte: "A multidão gritava, 'mate-o e corte-o em pedaços', mas eu continuei dizendo aos meus algozes que eu creio em Cristo, e que nunca fiz mal a ninguém. Mas eles simplesmente não me ouviam".

O pastor ainda contou que se sente grato pelo privilégio de ser perseguido por causa do evangelho, e que em todo momento não parava de orar, não por medo de morrer, mas porque só pensava em seus filhos, por serem muito jovens.

Ele finalizou dizendo: "Eu pensava: Este pode ser o dia em que estarei diante do meu Salvador". Informações e fonte "Morning Star News".


Seja um assinante e saiba tudo em primeira mão!

Digite o seu e-mail corretamente 
no campo acima

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.