Rumores de guerra indicam uma "nova guerra mundial"

No último dia 11 de fevereiro, os países que formam a coalizão internacional para combater o Estado Islâmico, que são liderados pelos Estados Unidos, tomaram a decisão de intensificar as ações contra a Síria e Iraque para combater o grupo terrorista.

O secretário de Defesa dos Estados Unidos, Ashton Carter, afirmou que decidiu acelerar a campanha contra o Estado Islâmico, com o objetivo de derrotar o grupo no Iraque e na Síria, com a finalidade de proteger as nações.

O primeiro-ministro russo, Dmitri Medvedev, afirmou que uma ofensiva terrestre na Síria poderá resultar em uma nova guerra mundial.

"As ofensivas terrestres geralmente resultam em uma guerra que acaba sendo permanente […] Todas as partes devem sentar-se à mesa de negociações ao invés de desencadear uma nova guerra mundial", declarou o primeiro-ministro russo.


A Rússia é aliada da Síria, e vem combatendo o Estado Islâmico no país, assim como os grupos rebeldes que tentam derrubar o presidente Bashar al-Assad, que é visto como ditador pelos Estados Unidos que querem a sua retirada do poder, o que coloca a Rússia e os Estados Unidos em lados opostos na negociação.

Veja o que a Bíblia diz sobre o assunto:
"E vós ouvireis falar de guerras e rumores de guerras, todavia não vos desespereis, porque é preciso que tais coisas ocorram, mas ainda não será o fim." Mateus 24:6


Seja um assinante e saiba tudo em primeira mão!

Digite o seu e-mail corretamente 
no campo acima

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.