Homem inocente fica preso por 21 anos e morre logo após ser solto

Yarbough e Sharrif Wilson
A história de injustiça que você vai ver abaixo é triste demais, e lamentavelmente isso tem acontecido em todo o mundo com muita frequência. 

Ninguém gosta de ser acusado de algo que não fez, muito menos ser condenado por aquilo que não praticou, mas na vida desse homem de 38 anos foi pior, pois em 1992, ele foi condenado por um crime que sempre negou ter cometido.

Sharrif Wilson foi condenado por um triplo homicídio, sendo acusado de matar uma mãe e duas filhas de maneira brutal, passando 21 anos da sua vida preso.

Sharrif confessou o crime que não cometeu, e denunciou um outro homem, Yarbough, para garantir uma punição mais leve. Yarbough, era filho e irmão das vítimas. 

Em 2005, ele escreveu uma longa carta, onde se retratou e afirmou ter sido coagido pela polícia para confessar um crime que não cometeu. Na carta enviada para a justiça americana, ele se desculpou por ter mentido, e ter envolvido Yarbough nos assassinatos.

Em 1999, a polícia americana encontrou um DNA em outra cena de assassinato, o que correspondia no mesmo DNA que foi encontrado no corpo das vítimas em que eles foram acusados, só que em 1999 os dois já estavam presos, o que ajudou a testificar o que ele escreveu na carta.

Em fevereiro de 2015, os dois foram soltos, após a promotoria americana concordar que faltavam provas contra os dois ao crime.

Em dezembro de 2015, Sharrif Wilson foi internado para tratar de uma crise respiratória. Ele sofria de uma de Síndrome de angústia respiratória do adulto e de obesidade morbida, condição adquirida por seus anos de prisão.

Esse ano, em 2016, em menos de 1 ano solto, Sharrif veio falecer. O cheiro da liberdade não durou muito tempo, e infelizmente a injustiça prevaleceu na vida de Sharrif.

Ele foi preso quando possuía apenas 15 anos de idade, passou mais da metade da sua vida preso por um crime que não cometeu.

Segundo o advogado de Sharrif Wilson, ele era uma pessoa saudável antes de ser preso, depois de ser solto, devido aos anos na prisão, ele se tornou muito doente. Alguns especialistas acreditam que as doenças se agravaram pelo fato dele ficar muitos anos preso injustamente.
Yarbough e Sharrif Wilson em um programa de televisão no EUA
Sharrif Wilson se tornou um símbolo pela luta das prisões injustas em Nova York, mas a injustiça vivida por Sharrif ninguém nessa vida poderá tirar. informações e fonte "CNN"


Seja um assinante e saiba tudo em primeira mão!

Digite o seu e-mail corretamente 
no campo acima

Um comentário:

  1. Sem criticar ou fazer qualquer parte de julgamento, o fato é que quem trará a vida de volta ao injustiçado?. Quem tem que responder por isso?. Será que a polícia tem esse poder de induzir a alguém de confessar por um crime que não cometeu?. O magistrado deveria ser mais criterioso na hora em proferir a sentença em condenação a quem quer que seja. Faltou habilidade, técnica do Juiz. Não tem preparo psicológico. Deveria ser responsável o Juiz em não ser coerente e sim racista, por ser o rapaz NEGRO. Todos sabem que os americanos não são muito aprazível com o negro. Agora vão dizer alegar de forma infundada de que fizeram errado mais um caso sem justificativa. Temo que esses responderam diante de Deus pelo que fez, tanto ele como o que causou a condenação.

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.