"Jesus australiano" reúne milhares de seguidores prometendo um "relacionamento próximo" de Deus

Mary Lucky (ou Maria Madalena) e Alan Miller (ou Jesus)
Os falsos cristos não param de aparecer, como diz a Bíblia Sagrada em Mateus 24:24, que surgiriam "falsos cristos" no final dos tempos. Já mostramos alguns falsos Cristos, como recentemente um que se julga a "reencarnação de Jesus Cristo" (veja aqui).

Dessa vez o mais novo "Jesus", é um australiano ex-engenheiro de sistemas de computador de 53 anos, com seu nome de nascença Alan Miller, mas que prefere ser chamado de AJ, que vive em Queensland na Austrália.

AJ "descobriu" ser Jesus Cristo em 1997, quando se separou da sua ex-esposa. Segundo AJ depois da separação começou a ter "recordações" da sua vida a dois mil anos atrás, onde em 2004 essas recordações ficaram cada vez mais forte.

Garantindo ser Jesus Cristo e reunindo milhares de seguidores, AJ oferece um "movimento espiritual" que intitula de "Verdade Divina", prometendo aos seguidores um relacionamento próximo de Deus, com características diferentes do que a Bíblia apresenta.

AJ se vê como uma continuação da existência de Jesus na Terra, reforçando que não é nenhuma reencarnação de Jesus. "Sei que sou Jesus e tenho memórias de toda essa vida", contou Alan.

A atual esposa se Alan se chama Mary Lucky, ou Maria Madalena, como gosta de se intitular. Segundo ela mesma conta, teve memórias da vida anterior, do tempo em que Jesus esteve aqui na Terra, semelhantemente ao marido. Essas memórias de dois mil anos atrás surgiram após conhecer o marido.

"Eu tinha uma vida no primeiro século, quando fui a esposa de Jesus. Aprendia e ensinava a verdade divina com ele. Depois de sua passagem para outro plano, fui para o mundo dos espíritos e vivi por lá, até nascer de novo em 1978", explica Mary.

Prometendo um contato pessoal com Deus, o casal organiza seminários ensinando sobre o seu movimento espiritual denominado "Verdade Divina", onde possuem um site e um canal no YouTube, abordando com mais frequência assuntos sobre relações sexuais.

Quando AJ é desafiado a fazer milagres e provar sua divindade, AJ argumenta que não é necessário, pois ele mesmo sabe quem é, contando que alguns atos realizados por Jesus relatados na Bíblia nunca aconteceram.

"Não tenho o menor desejo de provar que eu sou Jesus. Sei que eu sou. As pessoas que vêm até mim sabem quem eu sou e saberão quem eu sou", contou AJ se justificando.

O casal afirma ter atraído mais de vinte mil pessoas para ouvir seus ensinamentos, sendo que mil dessas pessoas o procuram constantemente, fazendo doações regulares a eles. Informações e fonte "Daily Mail".

Seja um assinante e saiba tudo em primeira mão!

Digite o seu e-mail corretamente 
no campo acima

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.