"Igreja" construída na Colômbia gera polêmica mundial

Uma "igreja" na Colômbia está gerando grande polêmica e chamando a atenção do mundo, devido ao "deus" que eles acreditam.


Um templo nada comum, mas não exclusivo, já que existem outros templos semelhantes em alguns lugares do mundo, está gerando polêmica na Colômbia e mundial. O templo construído por 400 milhões de pesos, tem o objetivo de adorar a Lúcifer.

Construído em Quindío na Colômbia, na área rural do município Quimbaya, o templo foi construído pela "Igreja Luciferiana Sementes da Luz", onde os 400 milhões de pesos para a construção do edifício veio de parceiros que pertencem a "Igreja Luciferiana".

O fundador, Damian Rozo, declarou em entrevista à uma rádio local que sua comunidade adora um anjo de luz que foi expulso do paraíso por Deus. "Devemos esclarecer que não adoramos Satanás, nem fazemos sacrifícios, nós veneramos Lúcifer que é o nosso Deus e que nada tem a ver com o diabo como alguns acreditam", declarou o líder e fundador do templo.


O governador de Quindío, Carlos Eduardo Osorio, declarou que o templo é ilegal devido ao Tribunal Constitucional declarar que o templo não presta um culto, não podendo ser protegido pela liberdade de culto, tornando a instituição ilegal. Informações e fonte "Jornal El Espectador".

Seja um assinante e saiba tudo em primeira mão!

Digite o seu e-mail corretamente 
no campo acima

Um comentário:

Tecnologia do Blogger.