"Prefiro a vida do que a minha perna", diz jogador sobrevivente da Chapecoense

Um dos sobreviventes do acidente aéreo que vitimou a delegação da Chapecoense, o goleiro Jackson Follmann, já está consciente e ciente da amputação de parte da perna direita, logo abaixo do joelho, mas sua reação está sendo além do esperado.


Jackson Follmann, mesmo tendo noção da interrupção que a amputação de parte da perna direita causará na sua carreira, está reagindo melhor do que o esperado, e segundo os médicos que cuidam do caso, o atleta reagiu bem à notícia da amputação do membro, mostrando muito força psicológica.


Segundo o relato dos médicos, ao saber que tinha perdido parte da perna direita, por conta do impacto do acidente, o jogador declarou que ele tirará isso de letra. "Prefiro a vida do que a perna. Vamos tirar isso de letra", disse o jogador.

Um dos médicos responsáveis pelos sobreviventes da tragédia, Marcos André Sonagli, contou que os sobreviventes ainda não tem previsão para serem transferidos para o Brasil, admitindo que eles sobreviveram por milagre.

Médicos responsáveis pelos sobreviventes

"Eles ainda se encontram em situações críticas. Fazer a transferência não é satisfatório. Já estamos na vigência de um milagre e não vamos correr riscos", relatou o médico Marcos André Sonagli. Informações e fonte "GloboEsporte.com"


Seja um assinante e saiba tudo em primeira mão!

Digite o seu e-mail corretamente 
no campo acima

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.