Cantora gospel que se separou do marido para se casar com pastora conta detalhes como tudo aconteceu


Uma das histórias mais conhecidas no meio evangélico e também muito polêmica, está ganhando destaque novamente após uma entrevista para a revista "Sou Mais Eu", dada por duas pastoras que estão casadas.

A pastora Lanna Holder e sua esposa, a cantora Rosânia Rocha, que são assumidamente lésbicas e que mantém um ministério inclusivo, contaram detalhes de como aconteceu o romance das duas, que estão casadas há 15 anos.


Rosânia, a cantora gospel, nascida e criada no interior de Minas Gerais por uma família evangélica, se mudou para os Estados Unidos aos 20 anos de idade, onde conheceu em uma igreja evangélica na cidade de Boston, o pastor João, que veio se tornar seu marido, com quem teve um filho logo após o casamento.

Na entrevista para a revista "Sou Mais Eu", Rosânia contou que nunca amou João de verdade, detalhando que os dois eram amigos, onde mantinham muito respeito um pelo outro, mas não sentia atração por ele, quando pensou em procurar até um tratamento médico por se sentir mal em não correspondê-lo. "u nunca amei o João de verdade. Éramos muito parceiros, crescemos juntos e nos respeitamos bastante. Mas se eu dissesse que sentia atração por ele, mentiria. De toda forma, o sexo nunca foi uma questão para mim. Durante um tempo pensei até em procurar um médico porque eu simplesmente não tinha vontade, não me interessava, e me sentia muito mal porque eu não conseguia corresponder a ele", contou Rosânia.

Em 2002, as coisas começaram a mudar para a cantora, quando conheceu a pastora Lanna Holder, que era conhecida no tempo como "Silas Malafaia de saias", percorrendo o Brasil contando seu testemunho que Deus havia "curado" da homossexualidade.

O testemunho da pastora que pregava ser ex-lésbica, que foi convidada para pregar nos Estados Unidos, exatamente na igreja Rosânia, onde passaram a ser amigas íntimas. Lanna era casada, tinha acabado de ter um bebê.

Segundo o relato das duas, o romance surgiu em uma viagem de carro, quando a cantora gospel, Rosânia, se declarou para a pastora, que também confessou sua paixão pela cantora, foi quando rolou o primeiro beijo em um hotel. Depois do beijo, as duas contaram que começaram a se evitar, pois suas consciências estavam deixando as duas culpadas, pois as duas ainda estavam casadas com seus respectivos maridos. "Eu não acredito que Deus aprovava o que gente fazia, afinal, as duas eram casadas. Mas eu sei que Deus conhecia nosso coração e que era amor verdadeiro", contou Rosânia.

As duas decidiram se divorciar de seus maridos. Para a pastora Lanna, foi simples o divórcio, mas para a cantora Rosânia, foi mais complicado, pois seu marido fez ameaças para ela e seu irmão também.

As duas contaram que sofreram com conflitos internos, até buscarem por estudos teológicos algum respaldo para engrenarem no romance. "Descobri que Deus também ama os homossexuais e abençoa o amor entre pessoas do mesmo sexo. Tem muita gente por aí que distorce trechos da palavra de Deus ou que não estuda adequadamente e acaba usando versículos fora de contexto para condenar as pessoas, ao invés de amá-las como Jesus ensinou", tentou explicar a pastora.

Atualmente as duas mantém um ministério voltado para o público LGBT, na cidade de São Paulo há sete anos, denominado como "Igreja Cidade de Refúgio", tendo como qualquer outra igreja tradicional cultos, eventos, conferências e trabalhos sociais. Informações e fontes "Metropolis e Sou Mais Eu".






Seja um assinante e saiba tudo em primeira mão!

Digite o seu e-mail corretamente 
no campo acima

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.