Pastor descobriu doença terminal e mesmo sem poder mais falar fez seu último sermão antes de falecer


O maior meio de comunicação de um pastor é através de sua voz, mas se isso faltar, o que um pregador do evangelho fará para anunciar as boas-novas? Foi exatamente isso que aconteceu com o pastor John Hogenson.

No ano de 2015, um dos mais conhecidos pastores evangélicos luterano, que já tinha liderado uma das maiores congregações evangélicas luteranas dos Estados Unidos, começou a sentir de repente fortes dores de cabeça e dificuldades para falar.


A esposa do pastor John, contou como tudo de repente começou a mudar: "Acho que o que quer que seja essa doença, está progredindo muito rápido', e aquele foi o dia em que o nosso mundo mudou", contou Ruth.

Ao se submeter a exames, o pastor John foi detectado com câncer no cérebro, onde não caberia mais nenhuma operação para remover o tumor, onde os diagnósticos dos médicos davam somente mais alguns meses de vida para o pastor.

"Nós simplesmente cuidamos dele. As coisas ficaram muito difíceis para ele, um homem que passara a vida pregando para milhares de pessoas agora não podia mais falar, não podia comer e nem mesmo se mover, a não ser seu polegar direito", contou Kate, a filha do pastor.

O pastor não aceitou as limitações impostas pela enfermidade, quando o pastor se motivou, colocando o seu polegar para trabalhar, tendo uma conversa encorajadora com sua esposa. "E ele olhou para mim, incapaz de falar, e eu continuei: 'Estamos vivendo ou morrendo?'. E ele posicionou o seu polegar para cima, indicando que está vivo", contou a esposa de John.

Amigos e familiares do pastor ao descobrirem que John queria viver, decidiram compartilhar seu testemunho, transformando em pregações, em um site americano que reúne histórias de pessoas que estão lutando contra doenças graves. Em algumas semanas, cerca de 300 mil pessoas já estavam se conectando durante as noites para assistir os sermões do pastor.

"Ele foi capaz de dar essa mesma emoção e essa mesma afirmação de sua crença e confiança e esperança e fé em Deus. Ele foi capaz de fazer isso de uma maneira diferente. Mas, foi muito poderoso", contou um dos amigos do pastor.

O pastor conseguiu viver mais tempo do que os médicos tinham previsto, conseguindo aproveitar o máximo de tempo, fazendo nascer um novo ministério para ele, que era o online. Sua fala voltou aos poucos, de maneira lenta no falar, o pastor deixou o seguinte recado: "Olhe para cima, não para baixo... insista... não desista", disse o pastor em meio a todas as suas dificuldades.


O pastor começou a sentir que seu corpo não aguentaria mais, foi nesse momento, foi quando em suas últimas horas, o pastor deixou o seu último sermão. "Ele ainda estava ciente naquela manhã e eu gravei para ele. Ele ficou com lágrimas nos olhos e nós conversamos sobre isso. Eu queria que ele ouvisse como ficou e eu acho que significaria muito para ele que essa mensagem fosse publicada, fazendo a diferença entre tantas pessoas", contou a esposa do pastor.

O pastor morreu 20 meses após ser diagnosticado com a doença, partindo aos 56 anos de idade, mas suas mensagens são ouvidas até hoje, deixando um legado de fé e esperança. Informações e fonte "Fox News".



Seja um assinante e saiba tudo em primeira mão!

Digite o seu e-mail corretamente 
no campo acima

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.