Mãe guarda corpo do filho falecido por 22 anos no porão passando bálsamo em seu rosto, até ter um sonho e mudar sua postura...


Para muitos a história abaixo é bizarra, para outros é uma demostração de amor e apego pelo filho, mas o caso abaixo é verdadeiro e radicalmente incomum de se ver, ouvir e ler...

Uma mulher na República Democrática da Geórgia, Tsiuri Kwaratskhelia, queria manter seu filho, Joni Bakaradze, por perto para sempre, tomando uma atitude totalmente surreal. Encontrando dificuldades em lidar com a morte do filho e em desapegar de seu corpo, que morreu em 1995 com 22 anos de idade, Tsiuri encontrou uma solução, preservar o corpo do filho dentro do seu porão por 22 anos.


Preservando o corpo do filho com bálsamo diariamente, a mulher contou que ouviu uma voz durante um sonho lhe pedindo para usar vodka no lugar do bálsamo. Desde o sonho em diante, a mulher preserva o cadáver do filho com a bebida diariamente.

Tsiuri contou o que faz para preservar o corpo do filho, falando que não pode deixar o corpo do filho sem ser envolvido, para que o cadáver não fique preto. "Você não pode deixar o corpo a noite toda sem envolvê-lo, caso contrário, ele ficará preto. Durante os primeiros 10 anos, eu troquei as roupas dele em seu aniversário", explicou a mãe.

Com problemas em sua saúde, Tsiuri tem encontrado dificuldades para cuidar do filho, não conseguindo cuidar do filho mumificado como se deve. Mas em meio a todas as dificuldades para cuidar do corpo do filho mumificado, ela afirma que pretende cuidar dele enquanto for possível e por tempo indeterminado.

Um dos objetivos da mulher preservar o filho falecido no porão, é para que os netos vejam e saiba que o pai era um homem bom. Para Tsiuri, a morte é apenas uma parte da vida, onde segundo ela nem a morte conseguiu separá-la do seu querido filho.

Assista a um vídeo em inglês sobre a mulher:



Seja um assinante e saiba tudo em primeira mão!

Digite o seu e-mail corretamente 
no campo acima

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.