Ângela Bismarck conta em entrevista que era como Maria Madalena "Habitação do Mal"


A decisão da modelo e apresentadora Ângela Bismarck de se entregar para Jesus, se batizar nas águas, se dedicar na leitura da Bíblia e se desfazer de todas as fantasias de carnaval, onde por diversas vezes foi destaque das escolas de samba do Rio de Janeiro e de São Paulo, fez Ângela virar destaque na imprensa brasileira no final do ano passado e no início desse ano, mas a decisão tomada por Bismarck e seu marido pelo que parece não é momentânea e já está gerando frutos.

Recentemente Ângela Bismarck declarou em entrevista para a revista "Quem", que está escrevendo um livro, que terá como título "Maria Madalena, Mulher de Deus", onde falará sobre Maria Madalena, declarando se identificar com a personagem bíblica.


"Me identifico com ela, pois Maria Madalena era pecadora, vivendo uma vida distante de Deus, como eu. Mas quando teve um encontro com Jesus, sua vida foi transformada, se tornando uma discípula de Jesus. Isso também aconteceu comigo", contou Ângela.

Ângela Bismarck contou que discorda de certas rotulações que fazem sobre Maria Madalena, contando para a revista "Quem" que Maria Madalena não era prostituta, discordando também de afirmações de que ela era esposa de Jesus.

Se comparando com Maria Madalena, Ângela contou que muitos tem o costume de rotular as pessoas por prazer, mas mostrou que não se incomoda com as rotulações, pois sabe que atualmente é filha do Deus vivo e serva de Jesus. "Já fui rotulada também. As pessoas sentem prazer em rotular as outras. Isso ocorre constantemente comigo e também com muitos que vivem uma vida atual diferente da do passado. Por mais que me rotulem, eu sei quem sou hoje filha do Deus vivo, serva de Jesus. Este é o meu novo eu, amo Jesus, frequento a Igreja e quero viver uma vida debaixo dos propósitos de Deus", declarou Ângela Bismarck que se converteu e se batizou juntamente com seu marido.

Assim como Maria Madalena tinha sete demônios em seu corpo que foram expulsos por Jesus, Ângela Bismarck contou que se livrou do mal, contando que era habitação de demônios que a conduziam a fazer coisas erradas, como expor sua nudez. "Como eu tinha uma vida distante de Deus, era consequentemente habitação de demônios. Tais demônios, que ficaram no meu passado, conduziam muitas atitudes erradas minhas, entre elas posar nua em revistas famosas e expor meu corpo, minha nudez", contou Ângela. Informações e fontes "Revista Quem".



Seja um assinante e saiba tudo em primeira mão!

Digite o seu e-mail corretamente 
no campo acima

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.