Assaltante rouba homem que andava sozinho no meio da rua, mas se entrega para a polícia ao abrir a carteira da vítima e descobrir detalhe que ele não imaginava


O arrependimento é uma das grandes virtudes que um homem pode ter. Diferentemente do remorso, o arrependimento faz a pessoa voltar atrás, para nunca mais voltar a fazer a mesma coisa. Foi exatamente o que aconteceu com um assaltante, que ao olhar o fruto do seu assalto, se arrependeu profundamente e se entregou de imediato para a polícia.

Ao avistar um homem andando sozinho tarde da noite, Connor Dawes, de 19 anos, decidiu seguir esse homem por 5 minutos, até encontrar uma maneira de assaltá-lo. Ao avistar o homem entrando em um beco, Connor viu ali uma "oportunidade" para realizar um crime e assaltar o homem.


Com a rua deserta, Connor derrubou o homem no chão, levando o casaco, celular e a carteira, saindo correndo com os objetos do homem. Mas uma coisa Connor não esperava. Ao conferir os objetos roubados, Connor se deparou com um detalhe que o fez se sentir a "escória" da humanidade. Na carteira do homem existia uma observação de que a vítima tinha Asperger (uma forma de autismo).

Connor ficou imediatamente perturbado, sentindo-se culpado ao saber que tinha feito mal a uma pessoa "especial", e de imediato ele se entregou em uma delegacia de polícia. Chegando na polícia, Connor admitiu seu crime, contando todo o seu 'mal estar' para os policiais e que merecia ser preso.

Diante de toda a confissão de seu crime perante os polícias e mais a frente para o juiz, a justiça foi feita. Connor foi condenado a prisão pelos furtos ao objeto e pelos males causados ao homem, que sofreu um corte no supercílio e um trauma emocional, sendo condenado a dois anos de prisão.

O juiz que puniu Connor, contou que a punição servirá como um exemplo para os demais jovens, que mesmo confessando seu crime e procurando por conta própria a polícia, fará com que os demais não pratiquem tais crimes.

"Talvez você não tenha sabido que esse jovem tinha Asperger, mas sabia que ele era vulnerável porque estava sozinho à noite. Este é um jovem que luta na vida e descreveu em termos emocionantes quanto pior essa luta se tornou como resultado disso", declarou o juiz responsável pelo caso. Informações e fontes "Daily Mail".


Seja um assinante e saiba tudo em primeira mão!

Digite o seu e-mail corretamente 
no campo acima

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.