"É Julgamento de Deus", afirmam pastores sobre Furacão Irma


Diante das gigantescas catástrofes que o Furacão Irma está causando e ainda pode causar, a expectativa da grande destruição tem causado muita apreensão, sendo que a tempestade tem o tamanho aproximado da França, sendo o maior já registrado na história do Oceano Atlântico. Com ventos atingindo mais de 295 Km/h, autoridades de Antígua e Barbuda chegaram a emitir um comunicado pedindo que as pessoas ficassem em casa, finalizando o pedido para os habitantes com a seguinte declaração: "Que Deus nos proteja!"

Siga-nos AQUI

Perante o cenário de devastação e do que ainda pode ocorrer, muitos estão associando o Furacão Irma com profecias bíblicas. Alguns pastores resolveram se pronunciar sobre o assunto, como o pastor Rick Jones, fundador e diretor do Ministério MorningStar. Segundo Rick, as catástrofes naturais é uma maneira de "Deus trazer juízo sobre a Terra".


Já outro pastor norte-americano, Jim Bakker, durante um programa de TV dos Estados Unidos, afirmou que o furacão anterior ao Irma, o Furacão Harvey, foi sim o julgamento de Deus sobre a cidade de Houston. Os dois ainda fizeram uma afirmação semelhante, dizendo que todos esses acontecimentos são resultados das perseguições que os pastores daquela cidade tem sofrido por pregarem contra a homossexualidade.

Para o profeta Joyner, esses furacões nada têm a ver com a mudança climática, pois “o verdadeiro problema com o clima e tudo o mais neste mundo tem a ver com o pecado e a maldade. Ele entende que é a manifestação da ira de Deus contra a iniquidade da nação.


Já outro pastor, Kevin Brown, se mostra totalmente cético a essas afirmações, afirmando que nenhuma dessas catástrofes tem a ver com Deus, dizendo não fazer nenhum sentido Deus destruir uma cidade ou região por algo que ocorre em várias partes do país. Informações e fontes "Five".


Seja um assinante e saiba tudo em primeira mão!

Digite o seu e-mail corretamente 
no campo acima

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.