Atirador mata 26 e fere 20 fieis em igreja Batista no interior do Texas


Massacre em Sutherland Springs, uma comunidade de 640 habitantes, ocorreu pouco mais de um mês depois do maior ataque a tiros da história dos Estados Unidos.

As vítimas frequentavam a Primeira Igreja Batista de Sutherland Springs, uma comunidade de 640 habitantes a 50 km de San Antonio. O número de mortos representa 4% da população local. Outras 20 pessoas estão em hospitais da região com ferimentos de distinta gravidade. Segundo a polícia, a idade dos mortos varia de 5 a 72 anos.


Vestido de preto e usando um colete à prova de balas, o autor do crime começou a disparar com um fuzil semiautomático pouco depois das 11h20 (15h20, horário de Brasília) do lado de fora da igreja, onde matou duas pessoas. Ele continuou a atirar quando entrou no edifício. Vinte e três vítimas morreram dentro da igreja e outra a caminho do hospital. Vários meios de imprensa americanos identificaram o autor do massacre como Devin Patrick Kelley, um homem branco de 26 anos que vivia no subúrbio de San Antonio.


O suspeito foi encontrado morto após uma pequena perseguição, mas as autoridades ainda não sabem se ele cometeu suicídio ou foi morto por um morador. O FBI ajuda nas investigações.


"Vinte e seis vidas foram perdidas", disse o governador do estado, Greg Abbott. "Não sabemos se o número vai subir ou não, tudo o que sabemos é que são muitos e essa será uma longa manhã de luto para queles que sofrem". Abbott classificou o ato como o pior tiroteio em massa da história moderna do Texas.

Sherry Pomeroy, mulher do pastor Frank Pomeroy da igreja, contou a CNN que a filha deles, de 14 anos, morreu no local durante o tiroteio. Nem Sherry nem o pastor estavam na igreja neste domingo(5). Informações e fontes "G1".




Seja um assinante e saiba tudo em primeira mão!

Digite o seu e-mail corretamente 
no campo acima

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.